Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A Economia Portuguesa Emerge da Recessão... (Será!?...)

Sexta-feira, 24.01.14

A Economia Portuguesa Emerge da Recessão... (Será!?...)

De Olho na Europa

A Economia Portuguesa Emerge da Recessão, Dívidas atualizadas.

(NR: Eu pessoalmente não acredito no 1º ministro português, para mim ele é um traidor desde que foi para a Espanha dizer, quando ainda era líder da opsição, que Portugal necessitava da intervenção do FMI. Suspeito que seja um escravo do sionismo internacional.)


A economia de Portugal saiu da recessão neste semestre, com o Produto Interno Bruto (PIB) acima de 0,2 por cento em comparação com o segundo semestre. Esse segundo período consecutivo mostra que Portugal está fora da recessão, porém o PIB continua baixo nas estatísticas do ano passado.

PIB Menor que do Ano Passado Porém Crescimento Permanece Positivo
O PIB de Portugal insiste em permanecer 2 por cento abaixo do verificado entre Julho e Setembro de 2012, mas as estatísticas divulgadas pela Statistics Portugal (INE) mostram que a economia portuguesa expandiu-se pelo terceiro semestre seguido em comparação com o trimestre passado. O recente crescimento de 0,2 por cento do PIB comparado com o trimestre anterior, vem após um crescimento de 1,1 por cento deste. Mesmo o PIB permanecendo mais baixo comparado com o mesmo período do ano passado, o crescimento continua positivo.

Mais Boas Notícias da ‘Moody’s
Essa escalada da perspectiva financeira e a favorecida posição fiscal, levou a Moody’s Investors Service a revisar a perspectiva dos títulos do governo de Portugal de ‘negativo’ para ‘estável’.

A dívida de Portugal está atualmente avaliada três níveis abaixo do grau de investimento da empresa de classificação de crédito com sede em Nova York, que deu a Portugal uma avaliação Ba3. No entanto, de acordo com a Moody, a dívida do país ainda vai subir para 129 por cento do PIB em 2014.

Taxa de desempregados cai à níveis do 2° trimestre de 2012
Os números recém-divulgados mostram que a taxa de desemprego de Portugal caiu pelo segundo trimestre consecutivo, com as taxas caindo à 15,6 por cento nos três meses até setembro, assim como a economia do país apresentou fortes indícios de recuperação. A queda de 16,4 por cento, no início do ano, para os atuais 15,6 por cento mostra que Portugal tem os índices de desemprego mais baixos desde o segundo trimestre de 2012.

Portugal Precisa se Preparar para Cortes Futuros
Apesar das notícias positivas, Portugal permanece preparado para os futuros cortes a serem feitos no próximo ano sob os termos do programa de resgate de 78 Bilhões de Euros. Este ano, Portugal focou principalmente no aumento de impostos porém, ano que vem, cortes serão necessários.

Além do mais, o Primeiro Ministro Pedro Passos Coelho terá que evitar mais de $4 Bilhões em gastos no próximo ano. 1,3 Bilhões de Euros somente sobre os chamados ‘cortes de pessoal’, com o governo tentando baixar o salário estatal e reduzindo o número de servidores.

Esse processo está bem encaminhado, com o número de trabalhadores do setor público em Portugal caindo 4 por cento nos últimos 12 meses até junho. Porém com mais de 10% da população ativa de Portugal trabalhando em setores públicos, mais cortes serão necessários.

Olhando Para Frente
Até o fim do ano, o Governo Português calcula um déficit no orçamento de 5,5 por cento até o fim deste ano- um número que posteriormente irá cair à 4 por cento em 2014. Contudo, com a dívida portuguesa chegando aos 129 por cento do PIB, o Governo já espera que ela vá ficar aquém do limite de 3 por cento da UE em 2015.

Espera-se que o desemprego cresça mais uma vez à 17,7 por cento em 2014, porém as previsões de crescimento aumentaram de 0,6 por cento para 0,8 por cento, apesar do fato de que a economia está pronta para contrair-se à 1,8 por cento esse ano (uma situação muito abaixo dos 2,3 por cento estimados inicialmente).

Agora é tudo uma questão de sustentabilidade para Portugal. Em face das adversidades econômicas, pode Portugal manter suas previsões de crescimento em meio aos cortes? Portugal pode até estar fora dos dois anos e meio de recessão, porém isso é só metade da coisa. Investidores de todo o mundo estão provisoriamente investindo em Portugal e comercializando o peso com o objetivo de adquirir tradição nos movimentos desses mercados. Os operadores de câmbio de varejo estão fazendo o mesmo com aplicativos como o MT4 cujos dados reagem quase em tempo real com os mercados.
 
http://www.segs.com.br/so-economia/141281-de-olho-na-europa-a-economia-portuguesa-emerge-da-recessao-dividas-atualizadas.html/
Enviado por: Maria Ballesta <maria.ballestadm@digitalmediacircle.co.uk com o sujeito: Duvidas sobre o seu site somos_a_alma.blogs.sapo.pt
 
 Atualização diária
Se gostou! Por favor  RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly * achama.islands.biz.tc/ * achama.webs.com  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por chamavioleta às 15:47





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Janeiro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031